Mapa dinâmico - dados satélite

Logo IPMA

Descrição dos Produtos

MSG-10.8

Imagens obtidas pelo sensor SEVIRI a bordo do satélite geostacionário Europeu Meteosat de Segunda Geração (MSG), correspondentes ao canal do infravermelho térmico centrado em 10.8 μm. Nesta imagens estão representadas temperaturas de brilho; os valores mais elevados (mais quentes) surgem nos tons mais escuros (correspondendo a superfícies continentais). As cores dos cinzentos ao branco indicam topos de nuvens a várias altitudes; os topos mais altos, logo mais frios, aparecem a branco.

MSG-10.8 - Nuvens altas/frias

Imagens obtidas pelo sensor SEVIRI a bordo do satélite geostacionário Europeu Meteosat de Segunda Geração (MSG), correspondentes ao canal do infravermelho térmico, centrado em 10.8 μm. Nestas imagens estão representadas temperaturas de brilho; nos tons escuros surgem as superfícies continentais (mais quentes). As nuvens, com topos a diversas altitudes, são representadas na gama de cinzentos. Temperaturas de brilho inferiores a -28ºC surgem na escala de cores dos azuis aos vermelhos, evidenciando nuvens de grande desenvolvimento vertical.

Compósito Massa de Ar

Imagens obtidas pela combinação de 4 canais na banda infravermelho do sensor SEVIRI a bordo do Meteosat Segunda Generation (MSG), centrados em 6.2 μm, 7.3 μm, 9.7 μm e 10.8 μm. São utilizadas por exemplo na discriminação de massas de ar (ar tropical quente com baixa concentração de ozono surge em tons de verde; ar polar, frio e com elevada concentração em ozono, surge em tons de azul), nuvens espessas com topos em níveis elevados da atmosfera aparecem a branco e zonas de intrusão de ar estatosférico, indicadoras de ciclogénese, surgem em tons avermelhados.