Noticias

Estação Experimental de Moluscicultura de Tavira

Sala de tanquesSala de tanques
Visualização de areia à lupaVisualização de areia à lupa

A Estação Experimental de Moluscicultura de Tavira (EEMT) localiza-se no Parque Natural da Ria Formosa, em Vale de Caranguejo, em frente ao Forte do Rato e constitui uma unidade de investigação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera – IPMA, I.P., dedicada a duas áreas principais:

  • produção de bivalves (amêijoas, ostras, entre outros);
  • geociências marinhas.

Na área da aquacultura as atividades de investigação são as seguintes:

  • Nutrição
    • Identificação das necessidades de nutrição
    • Desenvolvimento de dietas
  • Reprodução
    • Manipulação do ciclo reprodutivo
    • Estabelecimento de índices de qualidade
  • Zootecnia
    • Conhecimento e manipulação do ciclo gametogénico
    • Realização de estudos de interação ambiente-Aquacultura

A área da geologia marinha integra essencialmente as seguintes vertentes de investigação:

  • geologia costeira e apoio à gestão do litoral;
  • estudo de paleoambientes holocénicos (últimos 10 mil anos) com base em estudos de sondagens estuarinas e marinhas;
  • pesquisa de níveis de tsunami no registo sedimentar da plataforma continental.

A investigação científica é financiada por vários projectos no âmbito de programas nacionais e internacionais. A EEMT desempenha um papel importante junto das comunidades locais e regionais através da transferência de tecnologia ao setor produtivo da moluscicultura e apoio a empresas (start-ups). Está também fortemente envolvida na promoção e dinamização de atividades das ciências do mar junto das escolas e do público em geral e colabora ainda na formação científica e técnica quer a nível profissional quer universitário.

Saiba mais sobre a EEMT aqui.